Estudantes fazem ato no Banco Central pela queda na taxa de juros

Estudantes fazem ato no Banco Central pela queda na taxa de juros

Milhares de participantes do 59ª Congresso Nacional da União Nacional dos Estudantes (UNE) protestaram, nesta sexta-feira (14), em frente ao prédio do Banco Central (BC), em Brasília, pedindo a queda da taxa básica de juros, a Selic.

No dia 21 de junho, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC manteve a taxa Selic em 13,75% ao ano, sob a justificativa de que “é compatível com a estratégia de convergência da inflação para o redor da meta ao longo do horizonte relevante”.

A taxa está nesse nível desde agosto de 2022, e é a maior desde janeiro de 2017. A UNE tem sido uma das entidades com atuação nacional mais crítica à política de juros do BC e tem participado de forma recorrente de atos pela queda na taxa. Os juros causam impacto no valor das mensalidades e em programas como Prouni e o Fies, que concedem bolsa e financiamento para acesso ao ensino superior.

Brasília (DF), 14/07/2023 - Participantes do 59º Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), fazem ato público denominado Menos Juros, Mais Educação, próximo ao Banco Central, em Brasília .Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Participantes do 59º Congresso da UNE promovem ato público denominado Menos Juros, Mais Educação – Wilson Dias/Agência Brasil

Na noite desta quinta-feira (13), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de um ato no congresso da UNE. Na ocasião, ele prometeu ampliar o número de universidades e escolas técnicas. A última vez em que um presidente da República compareceu ao evento foi em 2009, quando o próprio Lula, durante seu segundo mandato, esteve no encontro estudantil.

O Congresso da UNE, ou Conune, como costuma ser chamado, é considerado o maior encontro de estudantes da América Latina e reúne cerca de 10 mil participantes até o próximo domingo (16) na capital federal.

, Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil

Fonte: Agencia Brasil